Negócio Próprio









Negócio Próprio
loja.jpgO brasileiro é considerado um dos mais empreendedores do mundo. Muitas vezes, cansado de trabalhar na área privada e sem vontade de prestar concursos públicos para concorrer às vagas no Estado, esses futuros empresários arriscam em busca do próprio negócio.
 
Apesar desse dado, na maioria dos casos, ele não consegue uma capacitação profissional para garantir o sucesso de seu negócio. Quando há insegurança sobre que rumo tomar, o empreendedor pode decidir investir no negócio próprio ou em uma franquia. Essa decisão depende do seu perfil e de quanto deseja lucrar com seu negócio.

    O significado do termo empreendedorismo é usado para definir o ato de iniciar um negócio próprio, mas também é usado por pessoas que promovem grandes mudanças. Abrir uma empresa não é algo tão fácil, pois a pessoa trabalhará mais que os outros, terá mais preocupações e responsabilidades e pode até ganhar menos do que ganhava quando era assalariado. Entretanto, poderá ter controle sobre seus horários, pode realizar planos que por ventura tenha feito e não terá mais um chefe.

    Após a escolha de um formato e qual atividade será desenvolvida, deve-se estabelecer qual será o ramo de atuação. O lucro de sua empresa dependerá na atividade que foi escolhida para ser desenvolvida. O empreendedor deve estar atento aos 4 Ps, que seriam o propósito, processo, pessoas e prazer. O 'propósito' é o motivo para investir naquele negócio. O 'processo' é como será feito, a forma de vender e comprar e os demais procedimentos. As 'pessoas' englobam não só os clientes como também os funcionários que realizam os diversos processos de produção. O 'prazer' é algo que deve ser estabelecido pelo próprio empreendedor que deve gostar do trabalho que realiza.

Plano de Negócios

    O plano ajuda na busca de informações sobre o ramo escolhido, a concorrência, os produtos oferecidos, clientes e principalmente os aspectos positivos e negativos de seu negócio e isso auxilia o empreendedor a verificar se sua ideia é viável. O plano de negócios descreve os pontos que devem ser abordados para a garantia de seus objetivos e dessa forma diminuir as chances de que seu negócio não dê certo. Permite que você antecipe os possíveis erros para que não cometa esses erros no mercado.

    Primeiramente, deve-se definir o conceito e as características do negócio. Nesse passo, é definido o conceito de mercado, concorrência, sistema produtivo, sistema de organização, divulgação e outros aspectos relevantes. O segundo passo é verificar as funções fundamentais de seu negócio que têm como base três passos: a produção, a venda e organização. O terceiro passo é estabelecer um plano de ação onde serão definidos outros três aspectos: atividades fundamentais, cronograma e responsabilidades. O plano de ação deve ser objetivo e direto. O último passo é a realização de um orçamento onde serão definidos o valor do investimento, qual será o faturamento inicial e quais serão as contas a pagar. O orçamento será subdividido em orçamento de investimento, orçamento operacional e orçamento de caixa.

    O plano de negócios irá ajudá-lo a decidir se aquele negócio pode ser concretizado ou não. Ele deve ser elaborado preferencialmente por você, pois ele será feito especialmente para o seu negócio e terá mais confiança nas informações que colheu. Se seu conhecimento sobre o ramo de atuação for muito alto, maior será a efetividade do plano de negócios.  As informações são o ponto principal de todo plano de negócio para que o conhecimento sobre o setor que pretende investir seja o maior possível.